Orquídeas raras

 

Orquideas_raras_no_vasoQualquer apaixonado por orquídeas adora buscar informações sobre orquídeas raras, quanto mais rara melhor! Quem nunca ouviu falar da famosa orquídea azul ou da orquídea negra? Existem realmente muitos tipos de orquídeas, estas flores possuem uma das maiores famílias da botânica, possuindo cerca de 35 mil espécies de orquídeas ao redor do mundo.

Devido à sua beleza e variedade, elas conquistam novos cultivadores a todo momento. Muitas pessoas cometem erros básicos no cultivo de orquídeas, como na correta quantidade de água, vasos de orquídea, luz e adubação da orquídea.

Como forma de ajudar cultivadores iniciantes ou mesmo intermediários nosso site criou um mini curso com 10 lições por email com muitas dicas e informação. Proporcionamos este curso de forma GRATUITA, se desejar receber o seu basta indicar seus dados logo ao lado.

Orquídeas raras pelo mundo

A família Orchidaceae  possue espécies bem conhecidas, como a famosa Phalaenopsis, também conhecida como orquídea-borboleta, e a Dendrobium, cujo nome popular é olho-de-boneca. Além dos exemplares mais comuns, algumas orquídeas são raríssimas de serem encontradas. Um exemplo é a Cattleya walkeriana “feiticeira”, conhecida pela sua beleza e dificuldade de reprodução. Confira algumas imagens de orquídeas aqui ao lado.

orquideas_raras_feiticeiraEssa espécie tem características marcantes como sua simetria perfeita, em forma de gota, e o fato de que, até os dias de hoje, ainda não foi encontrada uma maneira de reproduzí-las em série. No mundo das orquídeas há basicamente duas formas de reprodução em grande escala: através de sementes ou meristema. A Cattleya walkeriana produz sementes estéreis, inviabilizando a primeira opção.

No entanto, o processo de multiplicação por meristemas não garante que os clones sejam idênticos ao exemplar original, pois essa espécie de orquídea sofre de uma instabilidade genética que resulta em deformações na prole. No Brasil, essa planta pode custar em torno de 1.500 reais.

Outra espécie de orquídea rara é a Orquídea Dourada de Kinabalu, que só é econtrada na pequena área do Parque Nacional de Kinabalu, na ilha de Bornéu, na Malásia. Essa planta pode demorar até 15 anos para florescer e suas flores são de beleza extraordinária, com pétalas verdes e manchas vermelhas.

A Orquídea Dourada de Kinabalu se desenvolve em lugares úmidos e geralmente floresce na primaveira. Por estar em vias de extinção, essa planta pode custar até 9 mil reais!

Orquídea sapatinhos de senhora

orquidea sapatinhos de senhoraNa Europa, há uma espécie extremamente rara de orquídea chamada Sapatinhos de Senhora, cujo nome científico é Cypripedium calceolus.

Essa planta possui sementes que não oferecem alimento para a orquídea crescer, portanto, ela vive uma relação simbiótica com algum tipo de fungo não especificado, que lhe fornece alimento e nutrientes necessários.

Existem tipos variados de orquídeas Sapatinhos de Senhora espalhados pela Europa; uma única muda custa em média 5 mil dólares.


A orquídea aquática também é considerada uma espécie rara de ser encontrada. Conhecida também como habenaria repens, esse é o único tipo até hoje encontrado de orquídea que vive na água. Suas flores crescem em regiões cujo clima é subtropical e em locais úmidos, como brejos e beira de lagos.

Essa orquídea apresenta duas fases: a pós-floração, em que sua parte vegetativa é perdida e a planta se matém apenas pelas raízes; e a fase de dormência, onde a planta fica “inativa” por alguns meses, para após florescer novamente.

Proteção de orquídeas raras

Aristocratas europeus começaram a coletar orquídeas em 1800, quando aprenderam a cultivá-las em terrários. Logo, os aristocratas europeus, especialmente os ingleses, realizaram uma série de expedições na América do Sul e na Ásia para adquirir novos tipos da planta sempre a procura de orquídeas raras.

Geralmente enchiam um navio com espécies de orquídeas que pela delicadeza desta flor acabavam morrendo durante a viagem e nunca chegavam ao seu destino na Europa. Foi somente com o movimento ambientalista da década de 1960 é que os regulamentos foram promulgados para proteger orquídeas selvagens e seus habitats dos predadores humanos.

Dicas para cuidar de orquídeas

orquideas_cuidados_e_plantioEvidentemente quem realmente ama orquídeas não deseja possuir a flor apenas para fins estéticos, mas deseja cuidar e dar atenção a esta linda flor. Existem diferentes tipos de orquídeas e cada um deles pode exigir um cuidado diferente: em grande parte depende do tipo de orquídea e do tipo de seu habitat natural.

As orquídeas vivem mais e melhor quando se reproduz o seu habitat natural, o que evidentemente não é algo fácil em se tratando desta flores. Existem porém alguns cuidados básicos universais e dicas sobre como plantar orquídeas da melhor forma possível.

Todos os dias recebemos inúmeros contatos de visitantes desejando mais informações sobre o cultivo de orquídeas, como forma de agradecer a visita e responder aos questionamentos preparamos um curso gratuito cheio de dicas. Se desejar receber a primeira lição em seu email basta inserir seus dados logo abaixo.