Orquideas brasileiras

Orquideas brasileiras

Orquideas brasileiras são espécies nativas do Brasil que fazem parte da família Orchidaceae, conhecidas mundialmente. O Brasil é o quarto país com maior número de espécies, totalizando cerca de 2.600. Devido aos diferentes climas que o nosso país apresenta, existem diferentes orquídeas para cada lugar específico, algumas se adaptam a diferentes climas, enquanto outras ficam restritas a um só.

tipos-de-orquideas-fotosNas regiões tropicais, com luz e umidade abundante, as orquídeas são predominantemente epífitas, principalmente aparecendo na Floresta Amazônica. Já nos climas mais temperados, como os campos rupestres ou cerrados, a maioria são orquideas terrestres, seus tubérculos e raízes subterrâneas ajudam a resistir ao frio ou a falta excessiva de água. Algumas orquídeas rupícolas também se desenvolvem no Brasil, em lugares como as áreas montanhosas do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

O Brasil é um país com uma infinidade de espécies de plantas. Em relação às orquídeas, contém cerca de 8% do total de orquídeas do mundo, sendo muitas delas orquideas nativas. Algumas delas não são nem conhecidas, e pouco escolhidas para o cultivo, porém, são maravilhosas e devem ser mais reconhecidas por suas características únicas.

Queremos agradecer pela sua visita, e por isso, criamos um curso GRATUITO que vai lhe ajudar no passo a passo do cultivo de cada orquídea. Deixe seus dados ao lado para se inscrever.

Especies de orquideas brasileiras

Especies de orquideas brasileiras não são predominantes em relação ao grande grupo das orquídeas. A maioria das espécies mais conhecidas não são nativas do Brasil, elas são apenas importadas, trazidas e cultivadas aqui. Contudo, existem orquídeas originárias do nosso país que são igualmente exóticas e lindas quanto as outras.

As mais conhecidas são as orquideas Oncidium, chamadas de “chuva de ouro”. Elas se desenvolvem em climas tropicais e equatoriais, gostam de ser cultivadas em lugares sombreados e bastante úmidos.

Entretanto, a mais famosa e cultivada, ainda é a orquídea Cattleya labiata. Conhecida como “Rainha do Nordeste”, ela é endêmica nos estados do Ceará, Pernambuco e Paraíba. Suas flores nascem no verão e início do outono, são grandes, perfumadas e coloridas. Essa espécie é a primeira Cattleya catalogada no Brasil. Gosta de ambientes bastante úmidos e sempre protegidos do sol.

tipos-orquideasJá a espécie Bifrenária é um diferencial no quesito especificidade de lugar. Ela nasce desde o norte do país até o Rio Grande do Sul, mas é dividida por duas áreas isoladas: a Floresta Amazônica e a Mata Atlântica. Suas flores são de tom amarelo até ao laranja, com pétalas e sépalas pontudas e sua floração acontece no verão.

A espécie Miltonia Moreliana Alba é uma originária do Brasil, que nasce na região do Espírito Santo, uma espécie rara de cerca de 30 centímetros com flores de 9 centímetros que duram cerca de um mês. É epífita e possui cerca de 9 espécies apenas.

Se você mora no sul do país, uma boa escolha é a Aspasia luneta. Ela aparece nas regiões sul e sudeste, mas pode aparecer também em alguns outros países da América Latina. É uma espécie epífita, mas normalmente é encontrada nascendo sobre folhas caídas e húmus.

E se você mora no Norte, a espécie que recomendamos é a Cochleanthes amazônica. Nasce no norte do país e nos países vizinhos. É uma orquídea que, geralmente, produz uma única flor.

Orquideas brasileiras : os principais cuidados

As orquideas brasileiras fazem parte de um grupo com uma variedade de tipos de orquideas bem grande, e cada cuidado varia de acordo com a espécie. Entretanto, existem alguns cuidados que são gerais em relação à todas as orquideas brasileiras.orquideas-raras-brasileiras-fotos

Primeiro, e talvez o mais importante: não se deve expor uma orquídea a luz solar direta, pois isso pode queimar suas folhas e flores. Tente mantê-la sempre em um ambiente sombreado, mas que ela receba a luz solar da manhã indiretamente.

As regas variam muito, mas as orquídeas precisam de umidade. Elas retiram a água presente no ar, mas para muitas isso não é o suficiente. Se você mora em um clima tropical, regue-a com frequência. Para climas mais frios, diminua as regas. O que é válido para todas as orquídeas brasileiras é que o excesso de água é pior que a falta, e pode acabar matando sua planta.

As orquídeas brasileiras são espetaculares, e temos sorte por viver em um país com tanta diversidade de espécies. Opte por orquideas nativas, e descubra a beleza que elas podem proporcionar para sua casa! No cultivo, nós iremos lhe ajudar, pois criamos um Curso inteiramente GRATUITO com dicas incríveis para você! Para se inscrever é só deixar seus dados no link abaixo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Previous post:

Next post: