Orquideas raras e exoticas

Orquideas raras e exoticas

 

Orquideas raras e exoticas são aquelas orquídeas mais diferentes e difíceis de encontrar do grupo Orchidaceae. São consideradas raras, pois são espécies que não produzem sementes férteis, e por isso não conseguem se reproduzir facilmente.

orquideas-vanda-rarasElas não são encontradas em qualquer lugar, nem vendidas em quaisquer orquidarios ou floriculturas. Essas orquídeas nascem e se desenvolvem em lugares específicos, com condições naturais características, o que também dificulta um pouco o cultivo em outros locais.

Entretanto, as orquídeas consideradas plantas raras e exoticas são extremamente bonitas, com formatos e cores diversificados e perfumes únicos. Essas plantas ornamentais, por serem raras, quando encontradas no mercado possuem valores altos para venda, pode-se chegar até milhares de reais por cada muda.

Cada orquídea possui peculiaridades e necessidades de cuidados diferentes no cultivo. Tentando abranger todas as espécies e facilitar o cuidado para o cultivador, criamos um cursinho totalmente GRATUITO que ensina todos os cuidados necessários para você saber como cuidar de orquideas. Para se inscrever é só deixar seus dados no box ao lado.

Especies de orquideas raras

Algumas especies de orquideas raras são mais conhecidas que outras, e agora lhe apresentaremos algumas dessas belíssimas espécies.

Existe uma espécie chamada popularmente de Orquídea dourada de Kinabalu, pois ela só aparece no Parque Nacional de Kinabalu, na Malásia. É uma orquídea que demora cerca de 15 anos para florescer, gosta de locais úmidos para se desenvolver e é extremamente cara.

A Dendrophylax Lindenii é uma orquidia rara conhecida como orquídea fantasma por causa da sua estrutura que é somente a raiz e a flor branca. É uma espécie epífita de crescimento monopodial que possui uma flor grande e com fragrância de maçã. Gosta de ser cultivada em lugares úmidos e abafados, normalmente florestas. É originária do sul da Flórida.

flores-exóticas-e-rarasA espécie Habenaria repens é a única orquídea aquática descoberta. Ela se encontra na Costa Rica, e gosta de clima subtropical para o seu desenvolvimento. É a única orquídea que consegue sobreviver a extrema umidade, com capacidade de hibernar e depois voltar a florescer em um ritmo muito rápido.

A Acianthera aphthosa é uma espécie considerada rara e exótica encontrada no sul e sudeste do Brasil. Possui crescimento cespitoso, caules secundários e inflorescência com poucas ou muitas flores. As cores são bem diversificadas, mas normalmente são escuras.

Como cuidar de orquideas raras e exoticas ?

Como cuidar de orquideas raras e exoticas ? É uma dúvida frequente, principalmente quando se trata de orquídeas um pouco mais complicadas de cultivar.

O mais importante sempre é saber qual o habitat natural da orquidia que você está cultivando, que tipo de clima ela prefere, ambiente, frequência de regas, adubo, etc. Cada cuidado varia com a espécie, por isso é importante primeiramente identificar qual espécime você tem.

Contudo, existem alguns cuidados que são gerais para as orquídeas. Por exemplo, normalmente, encharcar uma orquídea é muito pior do que deixá-la sem água, por isso sempre verifique se sua orquídea precisa ser molhada antes de regá-la e crie uma rotina de regas. E tenha em mente que a variação climática influencia bastante. Isso também vale para a adubação.

fotos-de-orquideasO local onde a orquídea ficará também é um aspecto muito importante para a sobrevivência da sua planta. Nunca coloque em um lugar que receba luz direta o dia inteiro, pois isso queima as folhas das orquídeas. O ideal é mantê-las em lugares sombreados, mas que recebam luz indiretamente durante a parte da manhã.

Sempre na hora de cultivar uma orquídea lembre-se que, acima de tudo, ela precisará de amor e dedicação. Os cuidados com as orquídeas são importantes e necessários. Pensando nisso, criamos um Curso GRATUITO que ensina através de um passo a passo tudo sobre as especies de orquideas. Para você se inscrever é só colocar seus dados no link abaixo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Previous post: